MAIS
    HomeDistrito FederalPAULO TADEU, RELATOR DA CPI DA CODEPLAN, NÃO INDICIOU EMPRESÁRIO QUE APARECE...

    PAULO TADEU, RELATOR DA CPI DA CODEPLAN, NÃO INDICIOU EMPRESÁRIO QUE APARECE EM VÍDEO

    Na última semana, o presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Patrício (PT),  finalmente publicou no diário oficial da CLDF o relatório final da CPI da Codeplan.

    O então deputado distrital Paulo Tadeu (PT), relator da CPI da Codeplan,  concluiu pela existência de uma rede de ilegalidades que teriam sido praticadas há, pelo menos, uma década.

    O relator pediu o indiciamento de 22 pessoas:

    – Joaquim Roriz (ex-governador do DF e candidato em 2010)

    – José Roberto Arruda (ex-governador)

    – Paulo Octávio (ex-vice-governador)

    – Leonardo Prudente (ex-distrital)

    – Benjamin Roriz (ex-secretário adjunto de relações institucionais)

    – Domingos Lamoglia (conselheiro afastado do Tribunal de Contas, ex-chefe de gabiente de Arruda),

    – José Geraldo Maciel (ex-chefe da Casa Civil),

    – Welligton Moraes (ex-chefe da Agência de Comunicação),

    – Fábio Simão (ex-chefe de gabinete de Arruda),

    – Marcelo Toledo (policial aposentado e empresário),

    – Marcelo Carvalho de Oliveira (executivo das empresas Paulo Otávio),

    – Luiz Paulo Costa Sampaio (ex-presidente da Agência de Tecnologia da Infomação),

    – José Huberto pires (ex-secretário de governo),

    – Fernando Antunes (ex-presidente do PPS no DF),

    – Gibrail Gebrim (ex-gestor da Secretaria de Educação),

    – Roberto Gifonni (ex-corregedor do DF),

    – Ricardo Penna (ex-secretário de planejamento),

    – Gilberto Lucena (dono da Linknet),

    – Maria Cristina Bonner (empresária e dona TBA),

    – Eurides Brito (ex-distrital)

    – Júnior Brunelli (ex-distrital)

    – Omézio Pontes (ex-assessor de Arruda)

    O documento, apresentado pelo relator, foi aprovado por quatro votos favoráveis: o do próprio relator e os dos distritais Raimundo Ribeiro (PSDB), Agnaldo de Jesus (PRB) e Cristiano Araújo (PTB). A única ausência foi do deputado Batista das Cooperativas (PRP).

    Estranhamente, o então distrital Paulo Tadeu excluiu o empresário que aparece em video entregando dinheiro a Durval Barbosa.

    José Celso Gontijo, dono da JC Gontijo, um dos mais poderosos empresários do Distrito Federal, no vídeo abaixo entrega dinheiro vivo a Durval Barbosa, então secretário de Relações Institucionais do governo José Roberto Arruda.

    Paulo Tadeu não deu maiores explicações, mas talvez uma nova investigação na empresa Direcional possa desvendar o mistério do não indiciamento do empresário, que costuma “ajudar” candidatos nas eleições no DF, desde 1998.

    José Celso Gontijo, da Via Engenharia: um empresário \”generoso\

    23 COMMENTS

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Deve ler

    spot_img