MAIS
    spot_imgspot_img
    HomeNotasCÂMARA LEGISLATIVA VAI INVESTIGAR APAGÕES NO DISTRITO FEDERAL

    CÂMARA LEGISLATIVA VAI INVESTIGAR APAGÕES NO DISTRITO FEDERAL

    Segundo Aneel, somente no ano passado, quase 60% das regiões do DF ficaram mais tempo sem luz do que o considerado “aceitável” pelo órgão. Requerimento é da deputada Liliane Roriz (PRTB)

    A constante falta de energia elétrica no Distrito Federal será investigada pela Câmara Legislativa. Por iniciativa da deputada distrital Liliane Roriz (PRTB), a Casa realiza na próxima sexta-feira (17), às 10h, audiência pública para debater o problema. Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica , Aneel, mostram que, somente no ano passado, quase 60% das regiões do DF ficaram mais tempo sem luz do que o considerado “aceitável” pelo órgão.

    “Não é apenas o morador que sofre com a falta de energia. O comércio tem prejuízos inestimáveis, a área de saúde também e ainda a indústria, que muitas vezes precisam investir já contando com esse problema recorrente no Distrito Federal”, afirmou a distrital. Para se ter ideia, dos 17 conjuntos de residências analisados, 10 ficaram fora do padrão. Ainda de acordo com a agência, entre 2002 e 2009, a Companhia Energética de Brasília (CEB) foi autuada 17 vezes, totalizando R$ 42,1 milhões em multas. Os dados de 2010 e de 2011 ainda não foram divulgados.

    Na avaliação da Aneel, Brazlândia foi a região administrativa que mais sofreu e ficou sem energia quase o dobro do tempo classificado como aceitável. A comunidade da cidade enfrentou 29,3 horas de escuridão, quando o máximo aceito pelo órgão seriam 16 horas. “A situação piora nesse período de chuvas. Não apenas a CEB, mas o governo do Distrito Federal precisa dar uma resposta para a Câmara Legislativa e para toda a população”, reforçou Liliane.

    A situação é ainda mais grave na zona rural. A área agrícola a oeste do território do DF passou 56 horas às escuras no ano passado. Ao todo, os produtores enfrentaram 41 interrupções de energia de janeiro a dezembro de 2010. Ao avaliar o serviço da prestadora local, em março do ano passado, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou que “nenhuma empresa no Brasil já foi tão multada, tão punida quanto a CEB”. A própria empresa reconhece que, nos últimos 10 anos, a companhia não investiu como devia em manutenção e ampliação do sistema de distribuição.

    SERVIÇO:

    Audiência Pública para discutir os apagões no Distrito Federal

    Sexta-feira (17), às 10h, no Plenário da Câmara Legislativa

    Informações: 3348-8162

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Deve ler

    spot_img