MAIS
    spot_imgspot_img
    HomeNotasABRINT defende PPPs em MP nº 1018 para que haja competição saudável...

    ABRINT defende PPPs em MP nº 1018 para que haja competição saudável nos investimentos de antenas de internet por satélite

     

    Ementa sofreu alterações durante aprovação no Senado e segue para sanção presidencial após aprovação na Câmara
    São Paulo, 28 de maio de 2021 – Após aprovação com alterações no Senado, a Medida Provisória nº1018, que reduz taxas de internet via satélite, também foi aprovada na Câmara e segue para sanção presidencial. Com isso, a ABRINT – Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações fez reuniões com autoridades para levar seu posicionamento em defesa dos provedores regionais de internet, em especial para que se evite o uso de recursos públicos para privilegiar empresas de regiões em que já há competição saudável de PPPs que, via de regra, investem recursos próprios.

    A ementa altera os valores das tabelas da Taxa de Fiscalização de Instalação (Fiscalização das Telecomunicações), Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública e Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional, com vigência até 31 de dezembro de 2025. Além disso, altera regras de aplicação de recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) e de incidência de tributos sobre plataformas de streaming.

    “Ao longo das discussões, a matéria perdeu parte de seu objetivo principal e o texto final acabou por focar no pagamento do condecine para todos os conteúdos de plataformas de streaming. Assim, o objetivo principal de fornecimento de internet via satélite em áreas remotas ficou em segundo plano”, comenta Alessandra Lugato, diretora executiva da associação.

    Sobre as antenas, o texto retirou a obrigação de compartilhamento obrigatório quando as torres tiverem menos de 500 metros de distância. A justificativa do relator foi no sentido de beneficiar a implementação do 5G.

    Sobre a ABRINT

    A Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (ABRINT) tem atuação nacional e representa provedores regionais de internet em discussões junto ao governo, órgãos reguladores e entidades afins. Provedores são majoritariamente empresas de pequeno e médio portes. Segundo a Anatel, há pelo menos um provedor em operação em todas as cidades do país e mais de 50% do mercado nacional de fibra óptica até os domicílios brasileiros vêm dos pequenos provedores. Para mais informações, acesse: https://www.abrint.com.br/

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Deve ler

    spot_img